Pesquisar em todos os Blogs

21.05.2012

Salão Baiano de Turismo recebeu 10 mil visitantes

  • Tamanho da letra

    Diminuir o tamanho da letraAumentar o tamanho da letra
  • Imprimir

    Imprimir
  • Enviar por e-mail

    Enviar por e-mail
  • 0 Comentário

    Comentários

O I Salão Baiano de Turismo, que recebeu 10 mil visitantes em três dias, reuniu 120 operadores brasileiros e estrangeiros, 40 jornalistas nacionais e internacionais, além de empresas de receptivo, hotéis, representantes de segmentos, câmaras técnicas e empresários das 13 zonas turísticas do estado.

"Acho que cumprimos bem o nosso objetivo de fazer com que os agentes e operadores de fora compreendessem que a Bahia tem sol e praia e também muitos outros atrativos", afirmou o secretário Domingos Leonelli.

Além do Salão, a segunda edição da Feira da Abav-Bahia ocorreu paralelamente ao evento, com a participação de empresários que comercializam os destinos da Bahia, do Brasil e do exterior. O presidente da Abav, Pedro Galvão, disse que muitos negócios foram fechados durante o evento.

Nelson Abreu Pinto, da Confederação Nacional do Turismo (CNTur) parabenizou o governo da Bahia pela iniciativa, assim como os secretários de Turismo do Rio de Janeiro, Ronald Ázaro e de Pernambuco, Alberto Feitosa. Já o presidente do Conselho Baiano de Turismo, Silvio Pessoa, ressaltou a importância do Salão. "Acho que foi um evento muito representativo, com importantes atores do turismo nacional e internacional".

Fonte: Gente & Mercado

Palavras-chave: Turismo, Negocios

20.05.2012

Bahia é um dos três destinos potenciais para os estrangeiros na Copa

  • Tamanho da letra

    Diminuir o tamanho da letraAumentar o tamanho da letra
  • Imprimir

    Imprimir
  • Enviar por e-mail

    Enviar por e-mail
  • 0 Comentário

    Comentários

Existe uma empresa responsável pela vinda de todos os turistas internacionais durante a Copa do Mundo 2014, o Grupo Águia. Neste universo está inclusa toda a delegação da Fifa, arbitros e delegações dos times, patrocinadores, a mídia e, claro, os torcedores. O diretor institucional do grupo, Gilson Novo, esteve na palestra de encerramento do I Salão do Turismo da Bahia, no Centro de Convenções, neste sábado, 19, e não poupou elogios a Bahia: "A Bahia está entre os três maiores destinos que o turista quer conhecer. Os outros dois são Foz do Iguaçu (que não é uma das cidades-sedes) e o Rio de Janeiro", enfatizou Novo, quando questionado sobre o potencial do Estado.

O diretor do Grupo Águia também ressaltou a importância que o evento terá para o turismo de evento. Segundo ele, os turistas estrangeiros que vêm para a Copa do Mundo fazem parte de um turismo de coorporação, ou seja, grandes empresas como a Sony, a Hyundai, Mc Donald's, que trazem funcionários, através de um programa de incentivo e realizam congressos no país. "São turistas que têm muito dinheiro para gastar, mas também são muito exigentes", esclarece.

Este é um dos pontos em que a Bahia precisa avançar e também outros Estados do país: prestar um bom serviço ao turista. Novo também ressaltou a qualificação dos hotéis e dos profissionais, como pontos a serem melhorados. Dentre os aspectos que preocupam o Grupo e os operadores que já visitaram a Bahia estão a distância do aeroporto e para o centro da cidade e o descuido com o Pelourinho. "O grande legado que pode ficar é o turista estrangeiro vim para a Copa e dizer: "Gostei da Bahia, vou trazer meus amigos aqui", comenta Novo. A expectativa é que o Brasil receba 600 mil turistas internacionais.

Copa das Confederações - Quem também esteve presente no I Salão de Turismo, foi o ex-jogador de futebol, deputado estadual e membro do Cômite Organizador Local (COL), Bebeto. Durante a palestra, o secretário estadual da Copa do Mundo 2014, Ney Campello, questionou ao jogador se a Bahia fará parte da Copa das Confederações e o ex-jogador respondeu: "Não posso dizer que tenho certeza, mas tenho quase certeza. Eu não posso falar muita coisa", resumiu Bebeto.

Campello disse que será muito difícil a Bahia não fazer parte do evento, principalmente pelo andamento das obras da Arena Fonte Nova. A decisão está marcada para junho.

Aeroporto - Enquanto as obras da Arena já estão quase acabando, as do Aeroporto Internacional começam esta semana. Foi isto que garantiu o superintendente regional da Infraero, José Cassiano Filho, que informou que as obras da segunda torre do aeroporto começaram na segunda ou na terça-feira.

Também haverá obras no pátio de manobra, cujo edital está prometido para ser publicado até o final deste mês. E a reforma do terminal de passageiros ainda terá seu projeto pronto até o final deste mês. A partir do projeto é que se abrirá o edital, possivelmente em junho, mas ainda não há data para o começo das obras.

Fonte: Gente & Mercado

Palavras-chave: Turismo, Economia

19.05.2012

Cresce em 19% o número de turistas na Bahia

  • Tamanho da letra

    Diminuir o tamanho da letraAumentar o tamanho da letra
  • Imprimir

    Imprimir
  • Enviar por e-mail

    Enviar por e-mail
  • 0 Comentário

    Comentários

Potencial turístico a Bahia tem e, mesmo com todos os problemas que temos, os número de visitantes só faz aumentar. Foi este o resultado de uma pesquisa encomendada para a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), pela Secretaria de Turismo do Estado da Bahia (Setur), e divulgada na tarde desta sexta-feira, 18, durante o I Salão de Turismo. Em 2009, a Bahia recebeu 9,05 milhões de turistas, enquanto, em 2011, este número chegou a 11 milhões, ou seja, um aumento de 19%.

Outro ponto em que o destino se destaca é no PIB turístico do país. Considerando a receita nacional, a Bahia ocupa a segunda posição no ranking, com 13,2% do PIB turístico. O Estado perde apenas para São Paulo, que lidera com 20,3% de participação.

Durante a apresentação, o pesquisador da Fipe, Wilson Abrahao Rabahy, também salientou a importância que o turismo tem para a própria economia do Estado, já que contribui com 5,7% do PIB baiano. "Nenhum outro Estado do país ultrapassa a Bahia neste ponto", comentou. Ou seja, em nenhuma outra federação o turismo contribui tanto para movimentar a receita do local, o que repercute em novos negócios e em empregos gerados.

Para o pesquisador, um dos pontos que a pesquisa apresenta para o Estado é seu potencial em conquistar o turista estrangeiro. Como a maioria dos visitantes vêm por causa do boca-a-boca, Rabahy acredita que falta explorar seguimentos como o das agências de viagens nesta divulgação da Bahia. Em 2011, a maioria dos turistas vieram da Argentina (18,9%), Espanha (12,9%), Itália (9,8%) e França (8,7%).

Investimentos - Questionado sobre a interiorização do turismo, o secretário de Turismo, Domingos Leonelli, disse que as ações já estão em adamento e sitou a estrada Camamu-Itacaré, o investimento em aeroportos do interior baiano e o crescimento de novos voos. "Esta concentração aparece em Salvador e em Porto Seguro porque é onde os turistas desembarcam, são os portões de entrada. Mas temos muitos turistas na Costa dos Coqueiros e indo para Morro de São Paulo também", acrescenta.

Como a maioria dos turistas, tantos os nacionais (58,8%), quanto os estrangeiros (52,7%), vêm atrás do turismo de sol e praia, Leonelli não deixou de criticar o abandono da orla de Salvador, mas lembrou que a região está sub judice e que também depende da Prefeitura de Salvador para ser reestruturada. "É claro que é um problema, mas a pesquisa mostra que isso ainda não comprometeu definitivamente o destino", salientou.

Negócios - Quando analisados outros motivos para vim a Bahia, que não o lazer (43,5%), o turismo de negócios fica em segundo lugar (40,3%) e só perde para a visita a parentes e amigos (41,6%). Segundo o presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav-Bahia), Pedro Galvão, é este setor que movimenta o começo do segundo semestre no Estado, quando a Bahia recebe, principalmente, muitos congressos.

Porém, Galvão não deixa de fazer uma crítica a uma das principais estruturas da cidade: o Centro de Convenções da Bahia. "Aqui precisa de uma grande reforma, ou mesmo um novo Centro de Convenções em outro local. Não tão perto da orla, ou mesmo de tanto trânsito", analisa Galvão.

Fonte: Gente & Mercado

Palavras-chave: Turismo, Economia

18.05.2012

Agroindústria indiana planeja investir em Barreiras

  • Tamanho da letra

    Diminuir o tamanho da letraAumentar o tamanho da letra
  • Imprimir

    Imprimir
  • Enviar por e-mail

    Enviar por e-mail
  • 1 Comentário

    Comentários

A indiana Agroindústria Prasad seeds pretendem investir R$ 60 milhões numa unidade de processamento de sementes no Distrito Industrial de Barreiras. Inicialmente, a Prasad trabalhará no processamento de milho. Serão 45 empregos diretos, 200 indiretos e o prazo de instalação da unidade está entre 12 e 18 meses.

De acordo com o representante da agroindústria, Anandha Kumar Deekaram, que esteve em Barreiras, na terça-feira, 15, o município tem uma potencialidade para produção de milho, com duas safras no ano, que não se encontra em outros estados do país.

Para o secretário do Desenvolvimento da Indústria e do Comércio, José Maria de Albuquerque, Barreiras foi escolhida pelas condições climáticas e logísticas. "Esta é mais uma agroindústria que vem para consolidar a agricultura na região, produzindo e processando sementes de milho, soja e algodão com padrão de qualidade internacional", disse.

Fonte: Gente & Mercado

Palavras-chave: Agricultura, Negocios

18.05.2012

Salvador inicia exportação de laranja in natura para Europa

  • Tamanho da letra

    Diminuir o tamanho da letraAumentar o tamanho da letra
  • Imprimir

    Imprimir
  • Enviar por e-mail

    Enviar por e-mail
  • 1 Comentário

    Comentários

O Tecon Salvador, operado pela Wilson, Sons, realizou no mês de abril, um embarque teste de Laranja in natura com destino à Europa. A fruta produzida na região de Entre Rios, interior da Bahia, faz parte de uma operação experimental com a fruta. A previsão do exportador é iniciar embarques regulares no segundo semestre deste ano.

A exportação da laranja in natura é uma novidade na história das exportações baianas. O estado já realiza um grande volume de exportações do suco concentrado da fruta, mercado em que o Brasil ocupa a liderança mundial no ranking das exportações. Segundo dados do censo agropecuário de 2010, a Bahia foi o segundo maior produtor de laranja do país com uma safra de 987.813 mil toneladas.

"O embarque do produto é mais uma prova da vocação do Tecon Salvador em atrair novos embarques para o Terminal. Em agosto do ano passado o Tecon Salvador embarcou o primeiro contêiner de soja do Nordeste, além disso um grande trabalho comercial é realizado para evitar que cargas baianas sejam escoadas por outros portoa", observa o diretor executivo do Tecon Salvador, Demir Lourenço Jr.

Um dos exemplos é o algodão baiano que até 2010 era escoado em quase sua totalidade por portos de outros estados, com os investimentos em 2011 cerca de 10% da safra já foi escoada via Salvador.

Fonte: Gente & Mercado

Palavras-chave: Agricultura, Economia, Comercio

18.05.2012

Salão Baiano de Turismo é aberto em Salvador

  • Tamanho da letra

    Diminuir o tamanho da letraAumentar o tamanho da letra
  • Imprimir

    Imprimir
  • Enviar por e-mail

    Enviar por e-mail
  • 0 Comentário

    Comentários

Fomentar a interiorização do turismo e atrair novos investimentos para o setor. Este é o objetivo do I Salão Baiano de Turismo, que vai apresentar para profissionais da área e empresários os principais atrativos culturais e naturais das 13 zonas turísticas do Estado. O evento, que foi aberto oficialmente na manhã desta quinta-feira, 17, segue até domingo, 19, no Centro de Convenções da Bahia.

"É uma operação de marketing exclusivamente para vender o destino Bahia", definiu o secretário de Turismo, Domingos Leoneli. E para isso, ele conta com a participação de mais de 120 operadoras de viagem nacionais e internacionais. "Estamos trazendo os compradores do Brasil e do mundo para cá", acrescentou o secretário que não soube estimar o total de investimentos que serão gerados durante os três dias de Salão.

Para o governador Jaques Wagner, o Salão contirbui com o processo de interiorização do segmento no Estado. "Vamos exibir todas as facetas do turismo baiano. Precisamos mostrar que não temos só praia. Há espaço, como vi aqui no Salão, para o turismo de aventura, o religioso, afro e o ecoturismo", comentou.

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, frisou que a Bahia é hoje o destino preferido dos brasileiros. De acordo com ele, na preferência dos estrangeiros, o Estado só perde para o Rio de Janeiro e São Paulo. "Aqui, o turismo está se consolidando de forma estratégica. A consolidação do destino é a abertura de portas para os negócios", afirmou. "Se quisermos atrair novos investimentos, precisamos trabalhar ainda mais duro", acrescentou.

O diretor da Embratur, Marco Lomanto, destacou ainda o papel da Bahia no cenário o turismo de negócios. "O Brasil saiu da 9ª para a 7ª colocação entre os países a sediar mais eventos internacionais. E temos hoje Salvador como um grande destino para realização destes eventos", disse.

Para o presidente do Salvador e Litoral Norte da Bahia Convention & Visitors Bureau, Pedro Costa, a Bahia é um Estado Ímpar a nível de turismo no Brasil. "Sem dúvidas, a realização de um evento desse porte implica em investimentos para o setor. Vislumbramos um aumento dos negócios na Bahia como um todo".

Investimento - O governador Jaques Wagner afirmou ainda que os bancos oficiais registraram uma demanda de US$ 358 milhões de empresários e que serão investidos no setor turístico baiano. O montante será alocado, principalmente, em obras de reforma e construção de hotéis no estado. "Teremos, ao lado do Mercado Modelo, o Hotel Hilton, que já está com todas as licenças aprovadas. Depende agora da mudança de gestão, que antes seria de uma empresa portuguesa", contou.

Sobre a Copa do Mundo, o governador destacou que 22 localidades já foram escolhidas para instalação dos centros de treinamento. Além disso, ele reafirmou os investimentos de R$ 3,4 bilhões para a mobilidade urbana. "Teremos a primeira linha do metrô completa e a segunda com boa parcela construída".

Fonte: Gente & Mercado

Palavras-chave: Turismo, Negocios

16.05.2012

Feira de Santana estará presente no I Salão Baiano de Turismo

  • Tamanho da letra

    Diminuir o tamanho da letraAumentar o tamanho da letra
  • Imprimir

    Imprimir
  • Enviar por e-mail

    Enviar por e-mail
  • 0 Comentário

    Comentários

Divulgar os pontos turísticos de Feira de Santana. É com este objetivo que o Guia Turístico do Município será apresentado no I Salão Baiano de Turismo, nos dias 17,18 e 19 de maio, no Centro de Convenções, em Salvador. O evento contará com a presença de representantes de agências de viagens, e operadores de turismo regionais, nacionais e internacionais.

Para o secretário municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico, José Aristóteles Rios, esta será uma oportunidade de promover um intercâmbio entre as regiões turísticas do Brasil e do mundo.

Rios ainda informa que o principal objetivo do evento é atrair um maior número de pessoas para conhecer a cidade. "Com a diversidade de agências de viagens que estarão presentes durante o evento, o município será reconhecido, contribuindo assim com a venda de pacotes turísticos e o comércio local", pontua. Também participarão do evento o ministro do Turismo, Gastão Vieira, e o presidente da Embratur, Flávio Dino.

Fonte: Gente & Mercado

Palavras-chave: Turismo

14.05.2012

Bahia: produtores de uva já podem vender para a Europa

  • Tamanho da letra

    Diminuir o tamanho da letraAumentar o tamanho da letra
  • Imprimir

    Imprimir
  • Enviar por e-mail

    Enviar por e-mail
  • 0 Comentário

    Comentários

Os produtores de uva do Vale do São Francisco, no norte do estado, estão conseguindo melhorar as vendas para o exterior graças a um programa de certificação executado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), dentro do programa Progredir (Programa de Fortalecimento da Atividade Empresarial). Estão sendo beneficiados os produtores da Cooperativa de Agricultores de Juazeiro - CAJ, através das Redes (CAJ I, II e III) e mais a fazenda Rede Special de Juazeiro.

A consultora de certificação da CAJ, que está acompanhando os trabalhos, Luana Carvalho, destaca que ao final do processo de certificação cada cooperativa recebe uma numeração que vai na caixa da uva. "Os países importadores exigem esse tipo de certificação para aceitar a fruta brasileira" afirma ela, lembrando que a auditoria faz uma análise minuciosa de toda a produção, verificando por exemplo a estrutura da fazenda, os equipamentos de proteção individual dos trabalhadores e a limpeza do packing house.

Caso algum item não esteja em conformidade, o produtor tem um prazo de 28 dias para fazer as correções. Luana destaca que um dos itens mais recorrentes é a falta de controle de estoque dos defensivos agrícolas. "É um processo constante de melhoria e os países exigem sempre novas certificações para aceitar a uva produzida na região do Vale do São Francisco". A produção baiana é vendida para países como Estados Unidos, Inglaterra, Holanda e Alemanha e a maioria deles só querem uva sem semente.

Na opinião do secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Paulo Câmera, esse trabalho de certificação garante a qualidade da fruta produzida na Bahia, abrindo novos mercados para nossos produtos. "O consumidor está cada vez mais exigente e essa certificação força o produtor a seguir normas internacionais de qualidade, o que beneficia a todos".

Fonte: Gente & Mercado

Palavras-chave: Agricultura, Economia

12.05.2012

Parque de Exposições será um grande complexos de eventos

  • Tamanho da letra

    Diminuir o tamanho da letraAumentar o tamanho da letra
  • Imprimir

    Imprimir
  • Enviar por e-mail

    Enviar por e-mail
  • 0 Comentário

    Comentários

Já está pronto o anteprojeto para transformar o Parque de Exposições de Salvador na Casa do Campo e da Música, que será um dos maiores complexos de eventos do Brasil. A proposta, que contempla todas as necessidades técnicas para ambos os setores, foi apresentada ao secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, durante reunião de trabalho realizada na Seagri com representantes de todas as associações da música e da pecuária baiana.

"Vamos agendar reunião com o secretário do Planejamento e sua equipe técnica para apresentar o anteprojeto e solicitar que a Seplan, que tem a expertise, possa avançar com um processo de Manifesto de Interesse Privado (MIP) como foi feito com a nova Arena da Fonte Nova e da mobilidade urbana de Salvador, e como está sendo feito para a ponte Salvador/Itaparica", informou Salles.

Eduardo Salles explicou que a entrega do anteprojeto é mais uma etapa do processo que vem sendo feito há algum tempo. Primeiro aconteceu um encontro entre os criadores, seguindo-se uma reunião com o governador Jaques Wagner e com o secretário da Agricultura, solicitada pelo presidente da Federação da Agricultura da Bahia, Faeb, João Martins, da qual participaram os presidentes das associações de criadores e representantes do segmento da música.

O anteprojeto contempla a instalação de sedes para todas as associações de criadores, onde os agropecuaristas poderão acessar serviços num mesmo local, que terá administração conjunta. Está prevista também a implantação de um centro administrativo da agropecuária, com instalações da EBDA, Adab, Bahia Pesca e CDA. Haverá áreas para a realização das exposições agropecuárias, e equipamentos modernos para a realização de eventos da música e culturais, além de formaturas.

Fonte: Gente & Mercado

Palavras-chave: Economia, Cultura, Negocios

09.05.2012

Arrecadação do ICMS na Bahia em abril é a maior dos últimos anos

  • Tamanho da letra

    Diminuir o tamanho da letraAumentar o tamanho da letra
  • Imprimir

    Imprimir
  • Enviar por e-mail

    Enviar por e-mail
  • 0 Comentário

    Comentários

O montante arrecadado durante o mês de abril com o principal tributo estadual, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) foi de R$ 1,2 bilhão. O incremento real do ICMS chegou a 10,22% em relação ao mesmo período do ano anterior, o melhor resultado obtido pelo ICMS no mês de abril em toda a série histórica e a terceira maior arrecadação obtida pela Secretaria da Fazenda (Sefaz).

No primeiro quadrimestre deste ano, a arrecadação superou em 8,24% a meta estipulada pela Sefaz, o que equivale a uma receita bruta de R$ 348 milhões a mais do que a esperada. Este bom desempenho foi observado também no Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), segunda fonte de arrecadação tributária do Estado. Em abril, o montante chegou a um pouco mais de R$ 56 milhões, o que representa uma variação de 8,67% em relação ao mesmo período do ano passado.

Entretanto, o grande destaque foi o Imposto sobre Heranças - Causa Mortis e Doações (ITCMD), que registrou 21,23% de aumento em relação a abril de 2011 e um incremento de 47,17% no comparativo do quadrimestre com o mesmo período de 2011.

"O resultado positivo e crescente da arrecadação demonstra o esforço contínuo da Secretaria da Fazenda em prover recursos para a Bahia, sem com isso implicar em aumento de carga tributária e numa política de aproximação com as entidades representativas dos contribuintes, enfrentando a sonegação fiscal através de ações integradas entre as diversas unidades de fiscalização", afirmou o secretário da Fazenda, Luiz Alberto Petitinga.

Fonte: Gente & Mercado

Palavras-chave: Economia